Cozinha Fácil

Cook and Chill

O que é Cook and Chill? Cook & Chill refere-se ao processo de “cozinhar e resfriar”. Ele tem sido usado nos mercados europeu e norte-americano por muitos anos porque é simples e fácil de usar após o uso de tecnologia e métodos de controle apropriados. O sistema pode não apenas aumentar a eficiência, produtividade e reduzir o desperdício, mas também aumentar a flexibilidade e reduzir a pressão sobre a equipe. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o método não é complicado e segue procedimentos operacionais legais relacionados a tempo e temperatura. A legislação brasileira determina que, para produtos acabados resfriados a 10 ° C, o prazo de validade é de 5 dias. Para obter um maior prazo de validade, deve ser verificado por meio de testes microbiológicos (prazo de validade) e armazenado em embalagem a vácuo.

  • Para qualquer empresa da indústria de alimentos ou empresas de produção em massa (como fábricas), todo o processo é uma exceção. Essa tecnologia garante a padronização de produtos de última geração e minimiza os custos logísticos devido ao seu prazo de validade.

Principalmente se compararmos a distribuição de comida quente ou se houver muitos tipos de comida preparada no cardápio, como um restaurante à la carte.

Quais as vantagens desse sistema?

Ao usar esse processo, as empresas podem reduzir o desperdício de alimentos em até 80% e podem economizar centenas de quilos por dia, aumentando assim a produtividade da empresa em até 60%.

Isso elimina o volume usado como margem de segurança na formulação. Além de minimizar custos operacionais.

Os empresários também veem a possibilidade de prestar serviços de qualidade 24 horas por dia, sem desperdício, e nem sempre os chefs estarão no local para supervisionar.

Afinal, o produto acabado fica sempre armazenado de forma correta no mesmo padrão e esperando para ser finalizado. Isso ajuda a garantir a qualidade superior dos produtos e a segurança alimentar.

Isso pode reduzir a mão de obra em até 15%, melhorar a qualidade de vida dos funcionários e reduzir as horas extras. Dessa forma, a produção nada tem a ver com o horário comercial, o que diminui o estresse e melhora muito a qualidade dos pratos.

Culinária

Neste processo podem ser utilizados fogões, frigideiras, caminhões basculantes, etc. Porém, para manter a qualidade e as características sensoriais do produto, o método ideal é apostar no forno combinado. Além de aumentar a produção de proteínas, reduzindo o consumo de combustível, reduzindo o consumo de água e energia.

Sous Vide

O QUE É SOUS-VIDE?

Vem do francês e significa “sob vácuo”. Esta é uma técnica em que os alimentos crus são embalados a vácuo e depois cozidos a uma temperatura inferior à da cozinha tradicional.

A cocção de alimentos com esta técnica pode ser efetuada em banho-maria ou em forno combinado. Como a água quente está em contato com toda a superfície dos alimentos, a banheira de água é mais eficiente.

Etapas

  1. Embalar a vácuo

Essa é a base do sous vide, onde o alimento cru é embalado a vácuo (ele pode ser embalado já temperado e até selado) utilizando uma seladora a vácuo. É essa etapa que vai ajudar na validade estendida para o alimento e também garante que não vai haver trocas com o meio externo enquanto o alimento cozinha, melhorando assim a qualidade.

  1. Cocção em termocirculador

O alimento embalado a vácuo é submerso em um termocirculador à uma temperatura desejada, então ele é cozido por um tempo pré-determinado utilizando a tecnologia Sous Vide. Essa é a principal etapa, ela que vai garantir o ponto de cocção e consequentemente o resultado esperado.

  1. Fazendo o choque térmico

Esta etapa só é necessária se você quiser armazenar alimentos (esta é uma grande vantagem do sous vide). O choque térmico é aplicado para pasteurização, durante a qual o centro alimentar deve atingir uma temperatura inferior a 10ºC em menos de 50 minutos. Refrigeradores de calor, ultracongeladores podem ser usados para completar esse choque térmico, e às vezes até um grande balde de água e gelo pode ser usado para resfriamento (este não é o mais adequado, é mais como um “quebra galho”). Se você quiser comer alimentos imediatamente após o termociclador, não há necessidade de choque térmico.

  1. Armazenando o alimento

Depois de sofrer o choque térmico, o alimento já está pronto para ser armazenado. A durabilidade adicionada em média na geladeira ou resfriador é de 30 a 40 dias. Caso queira armazenar no congelador, esse tempo supera a marca dos 6 meses. Em ambos os casos a qualidade do alimento é inteiramente mantida, já que ele está embalado a vácuo.

  1. Consumindo o alimento

Se quiser comer os alimentos imediatamente após saírem do termocirculador, basta selar / temperar (se não o tiver feito antes). Agora, se você guardar na geladeira / freezer para consumo, basta reaquecê-lo (pode-se usar o forno de micro-ondas, o termocirculador propriamente dito, ou até mesmo uma panela com água com temperatura entre 35ºC ~ 45ºC), e depois temperar / selar (se ainda não o fez). Se o alimento for apenas resfriado, o processo dura em média de 5 a 10 minutos; se o alimento for congelado, o processo dura em média de 20 a 30 minutos.

Vantagens

Evite o desperdício:

O processo Sous Vide permite estender a vida útil dos alimentos de 30 para 40 dias (em uma geladeira / freezer a 3 ° C) para evitar que os alimentos sejam descartados devido ao vencimento.

Prepare os pratos rapidamente:

Os pratos são preparados com antecedência. O tempo de preparação é apenas o tempo de reaquecimento e tempero / selagem (se necessário). Média de 5 a 10 minutos.

Prepare os pratos no tempo livre:

Durante o processo Sous Vide, os pratos costumam ser preparados nas horas vagas, pois serão armazenados na geladeira / chiller.

Otimização da cozinha:

Produza no seu tempo livre e reduza o tráfego nos horários de pico. Qualquer funcionário pode preparar pratos (pré-preparados) sem a presença de um chef. Otimize sua cozinha!

Padronização de pratos:

Com o Sous Vide, você pode controlar com precisão o resultado da comida: mal-passada, no ponto ou bem passada? Você escolhe. Os pratos que seu cliente consumirá hoje serão no mesmo padrão que comerá quando retornar!

A comida da melhor qualidade:

O cozimento em Sous Vide é feito a uma temperatura inferior à tradicional, e é realizado em alimentos embalados a vácuo, evitando assim a perda de umidade, nutrientes e proteínas. O resultado é uma comida mais saborosa e macia.

Bisnaga

As embalagens Solupack BISNAGA e BISNAGA-HF podem proporcionar economia e higiene na dispensação de alimentos líquidos e viscosos (como cremes, coberturas, recheios, massas, doces, etc.). O tubo Solupack também é conhecido por seu formato e uso como “manga, saco de confeiteiro ou saca-puxa”. Sua camada de alta barreira ao oxigênio é resistente e elástica para proteger o produto e é ideal para manuseio contínuo. As embalagens Solupack BISNAGA estão disponíveis nos tamanhos pequeno, médio e grande, muito adequados para envase a frio.

Além disso, para aquecer alimentos até no máximo 100 ° C, foi desenvolvida a embalagem Solupack BISNAGA-HF que, além da resistência ao calor, possui uma cor azul que contrasta fortemente com os alimentos.



Produtos desta linha

Rolar para cima